TwitterFacebookTumblrOrkutFilmowFeedsContato  
 |   ANUNCIE

MAD MAX
O incrível trailer
A ESPERANÇA
O novo trailer
O HOBBIT
Primeiro trailer completo

MARVEL
Acompanhe a Fase 3




Archive for the “Colunas” Category

Chegamos em 2015. E como hoje é o primeiro dia (realmente) útil do ano chegou (até o carnaval você tem que trabalhar muito – e ver muito filme), é hora de constatarmos o quão velhos estamos ficando, sentir o peso da nostalgia e encomendar os primeiros cremes rejuvenescedores. Afinal, esses filmes que fomos ver ontem no cinema já estão completando dez fucking anos. E isso é ruim, muito ruim.

Orgulho & Preconceito

A adaptação do clássico de Jane Austen rendeu a primeira indicação a Keira Knightley ao Oscar de Melhor Atriz (além de outras 3 indicações – o filme não levou nenhum). Ganhou centenas de fãs e fez de Joe Wright um diretor tão bem cotado que o colocou no comando de outra adaptação da autora, Desejo & Reparação (que se chamava apenas “Reparação”, mas ganhou o “Desejo” no título para soar um dobradinha com Orgulho & Preconceito). Calma que vem Orgulho e Preconceito e Zumbis pra “relembrar”.

Veja os outros filmes em “Ver Completo”.

A Noiva Cadáver


Indicada ao Oscar de Animação, a produção de Tim Burton (que como Diretor de Cinema é um excelente Diretor de Arte) fez todo mundo lembrar que ele até que sabe dirigir animações para público misto, sim. E, bem, trouxe o stop-motion para 2005. O que era bastante coisa.

Harry Potter e o Cálice de Fogo

Era 2005 e já estávamos no quarto filme da série Harry Potter, que acabou há (já) quatro anos. O longa foi o primeiro dirigido por um diretor britânico (Mike Newell) e deu continuidade ao ar mais sombrio inserido por Alfonso Cuarón no terceiro filme. Realavancou a bilheteria da série e se transformou no filme mais popular do ano (de novo). Pudera. Era o livro preferido de muita gente dentre a série de sete.

King Kong

Peter Jackson resolveu refilmar um clássico com a tecnologia contemporânea. O resultado foi um filme de 3 horas de duração, visualmente deslumbrante, mas igualmente cansativo e sem tanto carisma. Rendeu aplausos técnicos mas uma frustração colossal para quem esperava algo à altura da trilogia O Senhor dos Anéis.

As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa

A aclamada obra de C.S. Lewis finalmente ganhou uma adaptação para o Cinema, algo que o próprio autor nçao queria quando vivo (por causa das “bizarrices” que a Sétima Arte produzia, digamos assim). Claro que ele não contava com o patamar tecnológico que Hollywood chegaria (4 indicações ao Oscar, vencendo em Melhor Maquiagem, provam isso). Com uma bilheteria expressiva, a série só obteve sucesso no primeiro longa (afinal, a Feiticeira Branca era uma vilã de primeira que não existia nos demais longas): amargou no desempenho de público e crítica na continuação de 2008 (Príncipe Caspian), o que fez a Disney desistir de produzir a franquia, indo parar nas mãos da Fox (A Viagem do Peregrino da Alvorada, de 2010, também com arrecadação mediana).

A Fantástica Fábrica de Chocolates

Mais uma refilmagem, porém bem-vinda. A Fantástica Fábrica de Chocolates, agora dirigido por Tim Burton, ganhou um ar mais high-tech, mas ainda fantasiosa. Com um roteiro simples, o filme voltou a atenção da narrativa para Charlie, em vez do próprio Willy Wonka (não é à toa que o título original mudou de Willy Winka and The Chocolate Factory para Charlie and The Chocolate Factory).

Batman Begins

“Já deu de filme do Batman”. Era mesmo o que todo mundo pensava. Pudera. Por décadas a Warner Bros. entregou longas lúdicos demais para o perfil de Batman que todos ansiavam (alguns filmes chegavam a ser até bem circenses). Mas Batman Begins foi um tiro certeiro: iniciou a trilogia de super-herói mais aclamada do Cinema, introduzindo um personagem conhecido com um cuidado técnico-visual poucas vezes visto para esse tipo de filme. A sequência, O Cavaleiro das Trevas (2008), ainda é considerado o melhor filme baseado em uma HQ já feito. Já Christopher Nolan, o diretor, se transformou em um dos nomes mais poderosos da indústria.

Star Wars: Episódio 3 - A Vingança dos Sith

O último filme (até então) da segunda trilogia criada por George Lucas deveria ser o encerramento da franquia Star Wars. E assim foi por muito tempo, até a Disney comprar a LucasFilms e garantir os direitos de produção dos filmes. A Vingança dos Sith findou uma trilogia que só agradou mesmo aos fãs mais obcecados. Nem a crítica e o público gostaram muito das ideias propostas nos filmes, ainda que este último tenha tido um belo acerto: a cena do surgimento de Darth Vader.

Guerra dos Mundos

“Steven Spielberg significa efeitos visuais sem prazo de validade”, foi o que disse o maior fã do diretor dentro da equipe do Pipoca Combo. E é bem verdade (reveja “E.T.” e sinta o nível). Guerra dos Mundos prova isso. Não é de seus melhores trabalhos (está longe de ser), mas a tensão permeia o filme muito bem graças às boas escolhas de Spielberg. E tem o nascimento de Dakota Fanning para os holofotes.

 

V de Vingança

2013 e ninguém esqueceu das máscaras de V de Vingança durante as manifestações no Brasil. Uma pena que a certa altura das reivindicações rolou a coxinização da máscara. Uma pena mesmo.

Madagascar

Uma das animações mais fracas de 2005, mas a que caiu mais no gosto do público. A canção “Eu Me Remexo Muito” (não importa qual a versão dela no planeta) tem muito a ver com isso. Deu certo: duas continuações foram lançadas, a última em 2011 (bem melhor do que as anteriores).

Sr. e Sra. Smith

A comédia de ação do diretor Doug Liman (um verdadeiro fulano) não deveria ser nada demais. Mas a química entre Angelina Jolie e Brad Pitt estava lá. E era forte. Tão forte que durante as filmagens os dois acabaram se transformando no casal mais popular de Hollywood – firmes até hoje (vamos ver no post de 2025 como isso vai estar).

Quarteto Fantástico

A Fox tentava sua segunda franquia de heróis Marvel. Não deu certo. Apesar do primeiro filme divertido, não havia muito frescor ali. Após o segundo longa, de 2007, a franquia foi pra geladeira e o estúdio voltou as atenções apenas para os X-Men. Agora, o Quarteto retornará num reboot, muito provavelmente aos moldes d’Os Vingadores, da Disney/Paramount.

O Virgem de 40 Anos

Spoiler: seriam 50 anos, mas ele resolveu o problema. O Virgem de 40 Anos botou Steve Carell no mapa dos comediantes estadunidenses, transformando-o no protagonista de dezenas de comédias no cinema e na TV (The Office tá aí pra provar).

A Ilha

2005 e Michael Bay já tava fazendo merda. Alguém impediu? Não, senhor. Deram a ele o dinheiro e o espaço suficientes para ele ficar com o ego do tamanho de uma sala IMAX de verdade. Bem feito. A Ilha continua passando até hoje nos cinemas. Basta ver qualquer uma das cenas recicladas que o diretor usa quando tá com preguiça de mandar a equipe de Segunda Unidade filmar qualquer coisa para um de seus Transformers.

Plano de Voo

Não era David Fincher e O Quarto do Pânico, mas ainda era Jodie Foster. Plano de Voo foi um dos suspenses mais intensos do Cinema em 2005. Tão bom que o Blu-Ray custa caro pacas até hoje.

O Segredo de Brokeback Mountain

“O filme dos caubóis gays”. Era o que as velhinhas (sim!) diziam para as amigas que iam assistir nos cinemas de bairro nos EUA em 2005. O longa, apesar da temática, foi muito bem aceito, e rendeu um Oscar de Melhor Diretor pra Ang Lee (mas de Melhor Filme não rolou).

Constantine

Não foi bom, nem ruim. Uma das maiores apostas da Warner em 2005 foi bem mediano. Ficou na geladeira do “vai ter/não vai ter continuação” por cinco anos, até virar uma série de TV à beira do cancelamento.

Quatro Amigas e um Jeans Viajante

America Ferrera, a Ugly Betty, estava no filme e todos só foram saber anos depois. Quatro Amigas e um Jeans Viajante era uma daquelas comédias para o público infantil adolescente com um roteiro muito bem amarrado e que acabou agradando (e bastante) a crítica e o público desavisado que assistia na Sessão da Tarde. Não era um Meninas Malvadas, jamais, mas cumpriu o papel.

Sin City: A Cidade do Pecado

Virou sensação pela violência, sim. Não pela qualidade. A prova mais marcante disso é que a continuação, lançada em 2014 foi vista por praticamente ninguém. Mas o hype em 2005 tava lá bem vivo.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

2 Comentários »

Dando continuidade ao que tem sido falado sobre o Oscar 2012 até o momento, hoje expomos as mancadas do prêmio não de sempre, mas especificamente neste ano em sua categoria principal, Melhor Filme. Se a edição de 2012 conseguiu ao menos ser relativamente compatível com as indicações dos sindicatos dos artistas e técnicos de Hollywood, o mesmo não pode ser dito em relação ao que o público e a crítica acharam de toda a seleção feita pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para o seu maior prêmio.

Leia clicando em “Ver Completo”.

Ver Completo!

Tags:

16 Comentários »

Uma das maiores paixões para quem, como nós, curte o melhor que o Cinema tem a oferecer são aquelas que podem tanto trazer lágrimas aos nossos olhos como nos fazer rir ou simplesmente marcar um evento emocionante em nossas memórias: as trilhas sonoras.

E pensando nisso, o pessoal do blog Avante 7 (com algumas sugestões nossas) bolou uma mixtape muito legal com algumas das canções e falas mais clássicas da Sétima Arte. Será que você consegue identificar todas?

Ouça abaixo, comente os filmes que reconhecer, dê opiniões e compartilhe.

Mixtape #13 Cinema por Avante7

Tags:

8 Comentários »

“Onde há cerimônia, há gafe” deveria ser o novo ditado. Nunca dá para prever tudo, por mais que se organize com meses de antecedência, por maior que seja o delay entre a atração e a exibição nas TVs do mundo (sim, para controlar algo que possa sair errado, o Oscar é transmitido com um leve atraso. Ou você achou que era tudo ao vivo como no Domingão do Faustão?). E talvez essa que seja a espera mais legal de premiações feito o Oscar: aguardar ansiosamente para que alguém bem louco de drogas suba no palco, arranque o microfone da loirinha ganhadora e comece a berrar, insandecidamente, “YO IMMA LET U FINISH BUT…”

Por isso organizamos um Top 5 com alguns dos micos mais terríveis e mais engraçados que já aconteceram na história das Academy Awards.

Não se esqueça que domingo, às 22h, horário da premiação, estaremos aqui com o nosso live-blogging durante toda a entrega do Oscar! Participe. Você poderá fazer perguntas e comentários para a equipe em tempo real.

Não deixe de participar do nosso Bolão e curtir a gente no Facebook!

Clique no nosso pôster para ampliar.

Ver Completo!

Tags:

1 Comentário »

Não existe nenhuma categoria técnica que seja tão atraente para o público quanto Efeitos Visuais. Primeiro porque tem muita gente que pensa que Fotografia é só aquela coloração legal na tela (e aí já levanta a mão pra bater palmas pra 300 – quem lembra?), que Direção de Arte é só criar um cenário bonito, acha Figurino uma coisa bem sem graça e não faz a menor ideia da diferença entre Edição de Som e Mixagem de Som (sim, existe, por isso são categorias separadas). Mas tem um outro motivo, um bem mais sincero. Efeitos Visuais é aquilo que está mais próximo do público comum reconhecer quando alguma coisa ali está fora do lugar. “Nossa, que filme mal feito”. Típica frase empregada não quando o final é previsível ou quando o ator é medíocre, mas sim quando aquelas pessoas estão claramente penduradas por cabos de aço à frente de uma tela verde.

A coluna de hoje do Oscar 2011 falará um pouco do quesito técnico mais popular: os Efeitos Visuais e a sua importância nos filmes ontem e hoje.

Não se esqueça que domingo, às 22h, horário da premiação, estaremos aqui com o nosso live-blogging durante toda a entrega do Oscar! Participe. Você poderá fazer perguntas e comentários para a equipe em tempo real.

Não deixe de participar do nosso Bolão e curtir a gente no Facebook!

Clique no nosso pôster para ampliar.

Ver Completo!

Tags:

Comente! »

E aí que você tava crente que ia levar aquele pé-de-meia pra casa no bolão da empresa. Daí veio a noite de premiação do Oscar e suas expectativas floparam lindamente. Garanto: a culpa não é sua, e sim dessas pessoas da Academia de Ciências e Artes Cinematográficas que conseguem ser mais incoerentes do que participante de BBB dando desculpa esfarrapada na hora de votar em alguém.

A coluna de hoje para os preparativos do Oscar 2011 vai colocar pra fora toda aquela raiva que nós temos quando aquele filme super cotado encerra a noite sem nada (nada de importante, claro).

Mas olha, não se desanime. Não deixe de participar do nosso Bolão e curtir a gente no Facebook!

E lembre-se que no domingo, às 22h, horário da premiação, estaremos aqui com o nosso live-blogging durante toda a entrega do Oscar! Participe. Você poderá fazer perguntas e comentários para a equipe em tempo real.

Clique no nosso pôster para ampliar.

Ver Completo!

Tags:

8 Comentários »

Neste domingo, 27 de fevereiro, serão entregues as estatuetas do Oscar 2011. Lógico que, assim como nos anos anteriores, o Pipoca Combo jamais deixaria isso passar em branco. Pensando nisso, hoje publicamos a primeira coluna que abordará alguns aspectos interessantes da premiação nos últimos anos.

Para começar, trataremos dos enormes, cansativos, vergonhosos e engraçados discursos dos vitoriosos que, se tudo der certo, teremos de aturar bem menos esse ano. Portanto, vamos dar as mãos e torcer para isso. Clique em “Ver Completo” e discuta nos comentários após a leitura.

E no domingo, às 22h, horário da premiação, não deixe de participar do live-blogging do Pipoca Combo, durante toda a entrega do Oscar! Participe. Você poderá fazer perguntas e comentários para a equipe em tempo real. Não se esqueça de votar no nosso Bolão e curtir a gente no Facebook!

Clique no nosso pôster para ampliar.

Ver Completo!

Tags:

3 Comentários »

Durante os últimos meses, vocês viram aqui 10 dicas nossas para o Blog Vivo On. Além de nós, outros 99 blogs também deram dicas.

Agora, a Vivo preparou outra novidade para você. Adicione o vivoondicas@hotmail.com no seu MSN, e converse com ele para saber o que melhor acontece na web e na sua cidade. São milhares de dicas sobre artes, esportes, música, humor, baladas e muito mais.

Tags:

Comente! »

Ontem foram divulgados os indicados ao 68º Globo de Ouro. No mesmo dia programei uma coluna para ser publicada aqui no site. Mas resolvi esperar, deixar os ânimos (exaltados) se acalmarem e redigir algo mais consciente. É bom esclarecer, contudo, que esta coluna é pessoal e reflete, portanto, a minha opinião, não a do site como um todo (apesar de já ter checado a compatibilidade de opiniões em alguns pontos). E só para constar: me restrinjo aqui às categorias cinematográficas.

Leia a coluna clicando em “Ver Completo”

A foto é meramente ilustrativa e serve como dois ganchos: lembra-nos um momento em que a coisa parecia funcionar corretamente na premiação e descreve muito bem a minha expressão sempre que releio os indicados de 2011.
Ver Completo!
Tags:

10 Comentários »

Você conhece o diretor Carlos Saldanha? Ele é diretor cinematográfico, produtor, animador e dublador brasileiro que ganhou destaque nos Estados Unidos. Ele foi o co-diretor de A Era do Gelo (2002) e Robôs (2005), e o diretor de A Era do Gelo 2 (2006) e A Era do Gelo 3 (2009).

Agora ele vai estrear a animação Rio. O nome não é mera coincidência… O filme conta a historia de Blu, uma arara azul que estava muito bem em sua vidinha de cativeiro em Minnesota até que acaba parando no Rio de Janeiro! E, claro, se depara com muita confusão e aventura. É imperdível: Rio estreia em 08 de abril de 2011!

E agora essa música ficará na sua cabeça por um tempo…

Para mais dicas imperdíveis como essa, acesse o Blog Vivo On

Tags: ,

Comente! »

Para quem é interessado em história e curiosidade do cinema, a dica (entenda por “dica” como um convite irrecusável) é o Museu Carmen Miranda. A pequena notável – e brasileira melhor sucedida em carreira internacional – recebe a sua devida homenagem e tem a trajetória eternizada dentro das paredes circulares do museu, criado em 1956 (um ano após a sua morte), mas inaugurado apenas 20 anos depois.

O acervo contém mais de três mil e quinhentas peças, em sua maioria pertecente a própria Carmen e doados pela sua família. Entre estas peças encontram-se figurinos utilizados em momentos cruciais da sua vida pessoal e profissional, como o turbante usado em seu casamento, no dia em foi homenageada na Calçada da Fama e no show em que fez na véspera de sua morte. Bijuterias, sapatos e outros acessórios, como os famosos balangandãs, que foram responsáveis por sua marca registrada pelo mundo através do cinema, também podem ser vistos. Há uma expressiva quantidade de materiais iconográficos e bibliográficos, incluindo recortes de jornais e reportagens.

Além da exposição permanente, há um programa de estudos dirigidos a professores, alunos e grupos em geral, sendo necessário o agendamento prévio.

Em setembro entrou em cartaz a exposição “Caricaturas Miranda”, que fica até 20 de dezembro, que conta com a obra do cartunista e amigo pessoal da homenageada. Os trabalhos expostos foram produzidos tanto no rio de Janeiro quanto em Hollywood, alguns dos quais a pedido da própria Carmen.

Museu Carmen Miranda
Av. Rui Barbosa (em frente ao nº 560) – Flamengo
CEP: 22.250-220 – Tel: (21) 2334-4293
Email: mcarmenmiranda@funarj.rj.gov.br

Horário de funcionamento: 3ª a 6ª feira, das 11h às 17h. Sábado, domingo e feriados das 13h às 17h. Entrada franca.

Para mais dicas imperdíveis como essa, acesse o Blog Vivo On


Tags:

Comente! »

Que o cinema é um universo estampado numa tela que fascina milhões de pessoas há gerações, não é segredo. O que muita gente já se flagrou tentando descobrir, no entanto, é o porquê desta arte ser a mais instigante, atraente e emocionante – se formos levar em conta o gosto da maioria esmagadora. Pode não parecer, mas, aliado aos sonhos que parecem tomar realidade diante dos olhos, está um mundo físico completamente novo e, em boa parte das vezes, mais bonito. E aí surge o desejo avassalador de se transportar pra dentro de um filme.

Ok. Isso é impossível. Conforme-se. Quer dizer, impossível em partes. O que tanta gente se esquece quando aprecia um filme é que muitas vezes ele se passa num mundo tangível, que, aliás, pode estar ali no bairro ao lado ou do outro lado do mundo. Mas que existe, existe. O que não é real o próprio cinema e sua indústria locomotora faz questão de construir em um modelo dentro deste universo em que estamos.

A dica é que, gastando muito ou pouco, roteiros imperdíveis podem ser montados para se conhecer os lugares mais fantásticos que serviram de palco para os filmes que marcaram tantos olhos deslumbrados. Locações como São Paulo, centro de ação de Ensaio Sobre a Cegueira, as Ilhas Skopelos, vilarejo grego que serviu de inspiração para Mamma Mia! ou cidades inteiras e seus pontos turísticos mais conhecidos, como Paris, cujos guias turísticos carregam o livro O Código da Vinci como bíblia para satisfazer os fãs tanto dos escritos de Dan Brown quanto do filme de Ron Howard. Tudo bem que São Paulo, para alguns, seria a opção mais viável (leia-se barata). Mas as agências de viagens estão cada vez mais preparadas para atender a uma demanda específica graças aos sucessos Hollywoodianos. Em 2008, Skopelos foi acrescentada em 9 a cada 10 programas de viagens para as Ilhas Gregas, enquanto que passeios completos pela linha narrativa de O Código Da Vinci foram pensados por empresas especializadas (isso sem mencionar o fluxo para Las Vegas que atraiu interesse depois da farra de Se Beber, Não Case).

Mas, claro, o grande foco do momento são atrações imperdíveis criadas especialmente para agradar os cinéfilos. O Parque dos Dinossauros em sua totalidade, com direito à visitações ao Museu dos Dinossauros e uma jornada pela selva pré-histórica são a primeira de uma série de atrações dos parques da Universal, em Orlando. Isso sem contar as atrações baseadas nos filmes do Homem-Aranha, Shrek, MIB – Homens de Preto, E.T. – O Extraterrestre, Tubarão (na foto acima), O Retorno da Múmia, O Exterminador do Futuro, Piratas do Caribe (este da Disneyland) e o complexo de Hogsmead, o vilarejo bruxo da série Harry Potter. Em Hogsmead, o visitante pode conhecer cenários completos dentro do Castelo de Hogwarts, tomar Cerveja Amanteigada no Três Vassouras e comprar a sua própria varinha no Olivaras – com direito a encenação da “escolha das varinhas” idêntico ao filme. O pior melhor, cada atração tem uma loja de souvenirs para reter o dinheiro dos visitantes que nem procuram resistir aos fantásticos itens das prateleiras.

Para consultar os melhores preços, pacotes e épocas de viagens para todos os destinos citados acima, você pode acessar os sites da CVC (www.cvc.com.br), Stella Barros (www.stellabarros.com.br) e Bom Voyage (www.bonvoyagetur.com.br). Basta preencher as especificações da sua viagem e colher os dados.

Para mais dicas imperdíveis como essa, acesse o Blog Vivo On

Tags:

Comente! »