COLUNA: Framboesa de Ouro

Artigos
// 22/01/2009

Todo mundo está louco pra ver a lista dos indicados ao Oscar amanhã. Mas garanto que diversão mesmo é analisar e debater os indicados ao Framboesa e Ouro. A listinha foi divulgada hoje e, sem querer perder tempo, vamos rir à beça dos possíveis “vencedores”.

Framboesa de Ouro
por Débora Silvestre – crítica e colunista

Nesta quarta, 21 de Janeiro, saiu a lista dos indicados ao Framboesa de Ouro. Para quem não sabe, esse é o Oscar dos piores filmes, atores, atrizes, diretores do ano. Se você é como eu, meu amigo, que gosta muito mais de comentar filme ruim que filme bom, essa lista e coluna são para nós dois! Pensa bem, não há menor graça em falar de filme bom, ainda mais aquele tipo de filme que é bom por unanimidade, não há o que discutir nem o que comentar. O filme é bom e ponto final. E se você se interessa por alguns outros dados, além de simplesmente assistir o filme, não te dá uma invejinha do diretor de um filme bom? Parece que você fica procurando algum defeito no filme para mostrar que ele não é tão bom assim. Desse modo, vamos comentar a lista dos piores do ano, o que é realmente divertido.

O grande concorrente do ano é Guru do Amor, de Mike Meyers, com seis indicações, incluindo pior filme, assim como Super – Heróis –A Liga da Injustiça (e olha que curioso: no Brasil, esse filme encabeçou as bilheterias no final de semana de sua estréia). Eu confesso que fiquei com certa pena do moço, já que ele passou anos preparando a comédia, e, no final das contas, ela foi um verdadeiro fracasso de bilheteria no verão americano, visto que rendeu apenas 14 milhões de dólares. Ele ainda concorrerá com gente de peso, como o vencedor do ano passado, Eddie Murphy, além de Al Pacino e Mark Wahlberg. Meyers, que no seu filme precisa ajudar um jogador de hóquei a reconquistar sua ex que está com ninguém menos que Justin Timberlake, e a ganhar o campeonato, não conseguiu ajudar a sua comédia.

Sobrou também para a loirinha a ser conquistada, Jéssica Alba, que também concorre a pior atriz do ano pelo mesmo filme. Porém, ela ainda tem com o que se consolar, pois todo o elenco de Mulheres… O Sexo Forte (obviamente, composto por mulheres, né?!) foi agraciado com a eleição de piores atrizes, e fazem parte do mesmo: Annette Bening, Eva Mendes, Debra Messing, Jada Pinkett-Smith e Meg Ryan. Acredito que poucas vezes isso aconteceu em uma premiação.

A comédia ainda concorre a pior diretor, com Marco Schnabel; pior roteiro, do Mike Meyers; pior ator, com ele de novo; pior ator coadjuvante, com Ben Kingsley (é claro que não seria o Timberlake, porque todo mundo tem pena dele até hoje por causa da Britney Spears). Guru do Amor só não conseguiu levar pior atriz coadjuvante, dupla em cena, remake e conjunto da obra, porque aí também já era demais.
Esse último prêmio já tem um vencedor: Uwe Boll, o diretor alemão de Seed, Postal e Em Nome do Rei; e ele é vencedor também de um abaixo-assinado online pedindo que ele abandonasse o cinema. Ele simplesmente disse que, se a petição chegasse a um milhão de assinaturas, ele largaria. O último dado que tenho, é de 170 mil assinaturas. Como se vê, amigo leitor, o Framboesa de Ouro não mente.

Essa categoria do prêmio não era dada desde 1987, quando o tubarão Bruce, de Tubarão, deu uma dentada na pobre frutinha. Outros três ainda a levaram desde então: Ronald Reagan (1981), Linda Blair (1983) e Irwin Allen (1985). Fica a torcida: será que Mike Meyers e Uwe Boll irão receber o prêmio no dia 21 de Fevereiro, em Los Angeles? Até hoje, apenas três diretores/atores foram buscar seus prêmios: Paul Verhoeven (Showgirls, 1995) que fez até um discurso de agradecimento, Tom Green (Fora de Casa!Freddy Got Fingered, 2001) e Halle Berry (Mulher-Gato, 2004).

Eu reconheço a importância do Oscar e da Academia, mas eu acho que a premiação do Framboesa deveria ser passado em todos os canais da TV a cabo e aberta (brincadeira). E, por favor, sem aqueles comentários chatos do Zé Wilker! Eu sei que a maioria dos vencedores não iria buscar sua fruta de plástico pintada com spray de ouro, mas ia ser tão legal a expectativa de alguém aparecer! Acho, porém, que falta uma categoria aos piores do ano: os internacionais. Aí, nós, brasileiros, poderíamos concorrer! Será que alguém iria buscar? Pensa bem, é Los Angeles!

Comentários via Facebook
Categorias
Artigos, Premiações