CRÍTICA: O Desinformante

Críticas
// 14/10/2009

Qual é o limite para a ambição humana? Essa é uma pergunta que podemos nos fazer ao terminar de assistir O Desinformante, longa de Steve Soderbergh que estreia no próximo dia 16 de outubro e é estrelado pelo ganhador do Oscar, Matt Damon. Quinta parceria entre o diretor e o ator, O Desinformante é baseado em uma história real que poderia ter ares soturnos, mas que ganha tempero deliciosamente cômico e irônico sob o ponto de vista de Soderbergh.

O Desinformante
por Cássia Ferreira

Na história do cinema não faltam roteiros sobre conspirações. Se fosse contado de forma tradicional, esse poderia ser mais um longa baseado em história real, mas isso não acontece. No filme, cujo roteiro é inspirado no romance The Informant: A True Story, de autoria de Kurt Eichenwald, Matt Damon encarna um bioquímico e executivo da indústria de alimentos ADM, Mark Whitacre. Pressionado por resultados sobre o novo produto de milho, ele sugere que a empresa vem sendo sabotada e acaba envolvido em uma investigação do FBI. Em contato com o berau de investigação, termina delatando um cartel internacional da indústria de alimentos.

Damon desempenha com tanto carisma o papel de Whitacre que no final da história  é possível acreditar que o sujeito que burlou todo conglomerado agrícola e o FBI é o mentiroso mais adorável da história. Mais adorável até que Frank Abagnale Jr (Leonardo di Caprio, em Prenda-me Se For Capaz), famoso por dar golpes e efetuar falsificações e que acabou conseguindo um emprego na agência de investigação. Um dos artifícios que fizeram o filme divertido são os diálogos internos do personagem que são bastante variados sem ter, necessariamente, um link com a situação transcorrida nas sequências. Isso faz de Whitacre um gênio das citações rápidas e incoerentes para serem usadas em momentos inoportunos.

Para acompanhar Damon, Sorderbergh escalou Melanie Lynskey, que vive a esposa de Whitacre, Ginger, com quem ele se relaciona desde a oitava série. A atriz, reconhecida pela parceria com Peter Jackson e estrela do mais recente longa de Sam Mende, Away We Go, encarna perfeitamente a esposa dedicada, compreensiva e interiorana do personagem. Scoot Bakula (Star Trek: Enterprise) faz o agente do FBI Brian Shepard, que juntamente com Bob Herndone (Joel McHale) formam a dupla designada para investigar o cartel. São antagônicos por natureza. O elenco é complementado pelos comediantes Tom Papa, Tom Wilson, Rick Overton, Tony Hale, Patton Oswalt, Paul F. Tompkins e um grande trunfo, os Smothers Brothers.

O filme foi praticamente rodado em locações, apenas – o que traz veracidade na reconstrução dos ambientes. A equipe teve tanta sorte, que conseguiu rodá-las na casa que pertenceu ao personagem central na vida real, na cidade de Dacatur, Illinois. Para isso, fez-se necessário a reconstituição de alguns móveis para fazer com que o local recobrasse o seu ar de meados dos anos 1990, época na qual a trama se desenrola.

O personagem de Matt Damon é levado a tomar todas as atitudes movido por uma ambição desmedida. Ao denunciar o cartel, ele acredita estar manipulando a situação de tal maneira a ser condecorado com a presidência da empresa. Afinal, quem melhor do que ele conhece os processos de produção e toda a relação industrial? O próprio personagem responde: “Sempre pensei que, quando isso acabasse, ainda haveria um lugar para mim na ADM. Ainda tenho muitos amigos lá”. Aspirações de Whitacre que foram tão bem sucedidas quanto a renúncia de Jânio Quadros, que esperava voltar ao governo nos braços do povo.

Soderbergh acerta ao dar um ar de comédia no longa e consegue fazer com que a ambição desmedida não nos pareça algo tão ruim assim. Também é acertada a decisão de colocar o personagem central como narrador da história. É uma maneira de fazer com que olhemos o desenrolar pelo ponto de vista dele. O artifício é tão feliz que quase saímos convencidos dos argumentos de Whitacre, um mentiroso adorável e milionário.

nota-8
The Informant (EUA, 2009). Policial. Warner Bros.
Direção: Steven Soderbergh
Elenco: Matt Damon, Melanie Lynskey, Scott Bakula.

Comentários via Facebook
Categorias
Críticas, Thriller