CRÍTICA: Pagando Bem, que Mal Tem?

Comédia
// 24/03/2009


Foi adiado centenas de vezes no Brasil. Mas, depois de ainda ter de ser submetido a um título nacional bem distante do original, Zack & Miri Make a Porno (ou Pagando Bem, que Mal Tem?) estreou nesta última sexta-feira (e o DVD do filme no mês passado nos EUA) – já não era sem tempo. Confira a crítica da comédia!

Pagando Bem, que Mal Tem?
Por Matusael Ramos

Basta um olhar não muito atencioso (e um senso interpretativo ainda menos apurado), para que o cartaz de divulgação de Pagando Bem Que Mal Tem? coloque qualquer espectador a par da história e dos propósitos do filme, que convenhamos, é no mínimo curioso.

No mais recente longa do diretor Kevin Smith, Seth Rogen e Elizabeth Banks interpretam Zack e Miri, dois amigos de infância que dividem, além do apartamento e (muitas) dívidas, todas as suas experiências um com o outro. Cada qual bastante insatisfeito com o rumo tomado por sua vidas – dos empregos limitantes aos relacionamentos amorosos – a reviravolta vem quando, numa fracassada reunião de ex-alunos, Zack conhece um ator de filmes pornô gay (numa cena hilária) e tem uma idéia ‘brilhante’. Aproveitando-se do fato de Miri ter se tornado involuntariamente uma celebridade na internet – após ser flagrada numa calcinha de vovó – ele sugere e algum tempo depois a convence, que só o que lhes resta é apelar para um filme pornô. O próximo passo, a escolha do elenco e da equipe técnica, além dos ensaios, rendem boas risadas, ainda que tudo seja, previsivelmente, um meio de Zack e Miri descobrirem o amor que sentem um pelo outro.

Kevin Smith, do famigerado Dogma, faz do filme um legítimo besteirol, recheado de piadas de mal gosto, palavrões, improbabilidades e cenas de nudez que podem ruborizar os mais puritanos. Além disso, são tantas as referências da cultura pop no filme, que em alguns momentos ele beira a paródia – ainda que a tradução inevitavelmente prejudique boa parte das piadas e referências: “Trepa nas Estrelas” não é lá um trocadilho muito elaborado.

Banks e Rogen estão muito bem no papel, ao menos naquilo que lhes é proposto, já que naturalmente não existem margens para uma atuação mais desafiadora. O próprio restante do elenco, que ainda conta com participações especiais de Randon Routh (o Superman) e as impagáveis atrizes pornô Traci Lords e Katie Morgan também convence.

O resultado obtido por Smith é sim satisfatório, ressalvado o final, quando o roteiro mergulha no romance e invariavelmente cai no piegas, chegando a incomodar. Na escolha de algumas canções porém, foi bastante feliz.

Se o objetivo é rir, Pagando Bem Que Mal Tem? é uma boa pedida: daqueles filmes para se ver com os amigos e relembrar eventualmente uma ou outra cena. No mais, mais um filme para colorir as prateleiras das locadoras.

Zack and Miri Make a Porno (EUA, 2009). Comédia. The Weinstein Company.
Direção: Kevin Smith
Elenco: Seth Rogen, Elizabeth Banks

Comentários via Facebook
Categorias
Comédia, Críticas