TwitterFacebookTumblrOrkutFilmowFeedsContato  
 |   ANUNCIE

A ESPERANÇA PT. 1
O teaser trailer
BIG HERO 6
O novo trailer bonitinho
HORNS
Seria ele o Diabo em pessoa?

MARVEL
Acompanhe a Fase 2




Chris Evans, sabe quem é? O Tocha-Humana do Quarteto Fantástico. O ator agora está em uma nova super-produção, Push, e não estará sozinho, Dakota Fanning (a estrela mirim de Guerra dos Mundos).

No filme,algumas pessoas possuem poderes paranormais mover objetos com a força da mente ou prever o futuro. Duas destas pessoas especiais são os personagens de Evans e Fanning.

Por enquanto a propaganda do filme ainda não está pesada,então só podemos prever um blockbuster com efeitos visuais bacaninhas e uma história que, esperemos, não seja no mesmo nível de Jumper.

O filme estréia nos EUA em 6 de fevereiro.

Tags:
2 respostas para »Push também ganha um pôster»
  1. Willis de Faria says:

    Vi o filme e Heróis (Push) ficarão como um dos piores filmes de ficção. Foram duas horas de grande desilusão com um enredo confuso. O enredo estabelece que o mundo esteja cheio de pessoas com super capacidades sensoriais. Mas, uma grande organização secreta chamada “Divisão” pretende controlar estas pessoas e usá-las para criar um exército de super soldados. Esta “Divisão” foi testar um novo medicamento que iria melhorar a capacidade sensorial das pessoas e torná-los mais fortes. No entanto uma pequena parte está convicta de travar o progresso deste ensaio: após os testes, muitos morrem após a injeção. Isto é, até uma pessoa testada, consegue sobreviver e fugir – com uma seringa da mágica droga. A “Divisão” foi categorizada de super natural no seguinte: Watcher – futuro vidente, Mover- usuários da telecinésia, Pusher- a capacidade de empurrar um pensamento em mente do inimigo, Sombra – a capacidade de esconder as pessoas, edifícios, independentemente de outros, Stitch – a capacidade de curar através do toque ou danos, Screamer – capacidade para gritar bem alto e explodir as coisas, Sniffer – a capacidade de monitorar qualquer pessoa através do seu cheiro. Enfim, aqueles que aceitam esta transformação têm o poder de mover objetos com a mente, ver o futuro antes que aconteçam criar novas realidades, e dispensa de seus inimigos, sem tanto como um simples toque, aqueles que não estão dispostos a participar são imediatamente eliminados. Portanto, agora que temos a lista dos tipos de caracteres que precisamos fazer algo com eles. É aí que está o grande problema deste filme quando entra em ação. Houve muitos acontecimentos para um filme de duas horas. Se isto fosse um programa de TV, digamos Heróis, onde você poderia tentar aprofundar os personagens e enredo que pode funcionar se for dado o tempo. Mas não funciona e ele falha miseravelmente. Nick Grant (desempenhado por Chris Evans) é um ‘motor’ correndo da partir Divisão. Ele vive em Tóquio onde ele é encontrado por dois “sniffers” que estão à procura de Kira Hudson (desempenhado por Camilla Belle). Ela pode ser uma das que escapou com a magia droga. Nick é auxiliado, na sua busca para encontrar também com o Kira “watcher” conhecido como Cassie Holmes (desempenhado por Dakota Fanning) que sabe o que vai acontecer, mas continua a lembrar-nos que o futuro está sempre mudando. Todos eles precisam da droga para derrubar “Divisão” e acabar com a sua experimentação. É um pouco estranho que os caras que desenvolveram o soro, não teriam nenhum registro da fórmula utilizada para isso ou alguma idéia de como a recriá-lo. Além disso, o foco de tudo isso parece estar na recuperação desta seringa cheia com este soro. O filme não é bom, mas existem alguns momentos brilhantes. Existe uma luta entre Nick em um restaurante e outro personagem que também é um ‘motor’. Eles fazem algumas coisas interessantes com telecinésia, armas, e lançando coisas para o teto. Entre a carga pesada de voltar à história e personagens dolorosamente subdesenvolvidos, esta infeliz combinação de Jumper, X-Men e TV’s Heroes, conseguem ser cansativo. Tipo de filme pipoca que é libertado em maio e não durante as férias de verão. Trata-se de uma ambiciosa tentativa de empurrar a totalidade de um livro em quadrinhos, o bastante complexo universo em um único filme berrante e confuso. Você precisa ser vidente para seguir as indicações do filme excessivamente complicado, que não convence o thriller sobre pessoas com habilidades paranormais. Alias, há falta de um “fim” para a história. Nota: 5,0.

  2. Chris Evans é um excelente ator, mas acho que ele deveria terminar o filme sozinho. O filme passou de ação e paranormalismo para romance e isso deixa muito a desejar. Camille Belle é uma péssima atriz!

Comentários via site: